quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010

Ladrõezinhos simpáticos...

...os que me assaltaram o carro!! =/

É verdade, e julgava eu que morava numa cidadezeca onde não se passava nada.

Ontem antes de ir para o trabalho, encontro a porta do carro destrancada (não estranhei porque sinceramente não me admiro nada que tivesse sido mesmo eu que não a tivesse trancado no dia anterior, da maneira como isto anda... lol).

Abro a porta e... eis que me deparo com um cenário de fim de feira em dia
de mercado semanal por volta das 13h:

Tudo
espalhado no chão.

Por acaso, aqui a menina até não tem por hábito ter coisas realmente pessoais no veículo e por isso não me senti muito incomodado com tal acto de semi-vandalismo.

Sim, SEMI porque na realidade não levaram rigorosamente nada (até porque não havia rigorosamente NADA para levar lol).

Pronto. Minto. Até havia.

Compreendo que nenhum ladrão conseguisse ter lucro a vender toalhitas para limpar o capot, ou um colete de segurança cor de laranja provavelmente dos chineses, ou os livrinhos do próprio carro (repare-se que se trata de uma relíquia, um Nissan Micra do ano não-sei-quantos-e-troca-o-passo,que de resto, diga-se de passagem, é mais competente que um tanque de guerra), ou até um coraçãozeco piroso que se encontra a fazer de calço entre o rádio e a sua respectiva tampinha (sim, que eles até tentaram levar o rádio... mas é daqueles que não sai lol).

Mas, convenhamos, e nisto tenho que dar a mão à palmatória que os meus ladrõezinhos foram muito simpáticos comigo (embora desarrumados os malandros!!):

Eu deixo SEMPRE os documentos no carro.
Parece que ainda hoje consigo ouvir o meu querido Pai a dizer:

"Não deixes os documentos no carro, qualquer dia mexem-te lá a levam-te os documentos e é uma carga de trabalhos!"

Palavras sábias...

Pois, por acaso tive sorte.

A pastinha onde os guardo estava mexida (no chão, aliás como TUDO) mas INTACTA.

Estavam todos os documentos, sem faltar um único.

Lá está, uns doces os meus amigos ladrõezecos.
Estou até tentada a deixar-lhes um recadinho para a próxima a agradecer tal gesto tão nobre
(o de não me levarem os docs).

Como devem calcular a bolsa dos docs já está na minha mala. E de lá não sairá.

Claro está que a minha Mãe nem sonha que isto aconteceu senão panicava logo.

Sabe o meu irmão e o meu Pai que me observa lá do alto
(tenho para mim que foi Ele que não deixou os ladrõezecos levarem os documentos).

Tenho pena de não terem deixado o contacto deles no carro, que até os convidava para tomarem um café cá em casa, tão queridos que eles foram...

Se eu escrevesse aqui todas as peripécias que me acontecem ao
longo dos dias vocês não acreditavam. Mesmo.

Ainda bem que AINDA não tenho um BMW... lol


2 comentários:

Pequena Lince disse...

Tiveste mais sorte que eu, quando tive o saxo, logo nos 1ºs tempos levaram-me o radio novinho em folha........cabrões. Andei mesmo mmmuuuuuiiiitooo tempo sem música, porque não podia comprar outro.

Pinkk Candy disse...

bom, do mal o menos, vá la´que não te levaram o carro!

xoxo